Copo de papel: problema ambiental

Londres quer evitar que milhares de copos deixem de ser reciclados por ano

Copo de papel para caféOs copos de papel apresentam inúmeras vantagens em relação aos de plástico. Além de interferirem menos no sabor do café, eles ainda são mais ecológicos. Será mesmo…?

Uma nova iniciativa da cidade de Londres quer evitar que cerca de cinco milhões de copos de café em papel por ano vão para os aterros sanitários. De acordo com o The Guardian, a City of London Corporation formou parcerias com a Network Rail para criar estações de reciclagem dedicadas a esse material.

As estações estarão presentes próximas a cafés e a máquinas de café automáticas nas esquinas da Square Mile. O projeto visa aumentar a porcentagem de copos reciclados, já que atualmente, cerca de 2,5 bilhões de copos descartáveis são usados por ano no Reino Unido.

Reciclável, mas nem sempre

O grande problema de se reciclar copos de papel é que eles possuem uma película de plástico que cobre o interior do copo. Essa película não pode ser tratada por métodos normais de reciclagem.

Ou seja, métodos especializados são necessários para converter o o composto de papel em uma resina que pode ser misturada com outros plásticos reciclados.

Para as cafeterias, os copos de papel são mais higiênicos e evitam o problema de se lavar a louça depois do serviço, mas eles têm se tornado um problema ambiental.

Por isso, se você pensa em abrir um café (ou toma café em uma cafeteria que usa esses copos), procure se informar sobre como reciclá-los. Se você é ciente, verifique se a cafeteria recebe os copos de volta e dá o destino adequado ao material. Não adianta nada servir e tomar cafés que vêm de fazendas com selos de proteção ao meio ambiente se, no final, você contribui para a degradação da natureza.

Achou um erro ou um link quebrado? Clique aqui para reportar.

1 comentário

  1. léo disse:

    Sabia que os copos de plástico eram um problema, mas nunca tinha parado pra pensar nos de papel. Achava que eles eram mais ecológicos. Também nunca me perguntei o que as cafeterias faziam com eles depois que a gente descartava…