Aquecimento global afeta produção e qualidade do café

Café selvagem cultivado nas florestas africanas poderá ser extinto devido às mudanças climáticas

Café e aquecimento global
Você sabia que as mudanças climáticas podem afetar drasticamente o cultivo do café no mundo?

A elevação das temperaturas no planeta pode reduzir ou prejudicar as áreas consideradas tradicionais para o cultivo do café em vários lugares do mundo.

Considerando as condições atuais, a elevação da temperatura poderá reduzir pela metade a área tradicional apta ao cultivo do café.

Isso pode acontecer nas próximas três décadas.

Além disso, o café selvagem estaria correndo risco de extinção nos próximos 70 anos. Entenda por café selvagem aquele presente de forma nativa, especialmente, em florestas africanas.

A informação é do estudo “A Brewing Storm: The climate change risks to coffee”, produzido pelo Climate Institute, da Austrália. E foi divulgada através do Bureau de Inteligência Competitiva do Café, da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Aquecimento global e a origem do café

O café é uma planta da família Rubiácea, cuja origem é da região montanhosa da antiga Abissínia, que hoje está na região da Etiópia, Sudão e Quênia.

O risco de sua extinção é preocupante por diversos motivos. O principal deles é que as plantas nativas de café podem carregar informações genéticas valiosas. Esses dados poderiam ajudar, por exemplo, no desenvolvimento de novas plantas mais resistentes ao aquecimento.

De modo geral, o aquecimento já estaria aumentando as áreas de infestação de pragas e doenças. É o caso do surto de ferrugem na América Central e a conhecida coffee berry borer (no Brasil, chamada de “broca-do-café”). Com as pragas e o uso de inseticidas, a qualidade do sabor também é afetada.

Diante desses problemas, os estudiosos recomendam que os cafeicultores desloquem o cultivo do café para áreas mais elevadas, Isso, no entanto, demandaria altos investimentos e, possivelmente, o desmatamento de regiões em maior altitude.

O que os cientistas e nós entendemos como medida mais eficaz e politicamente correta é que devemos (todos) optar por amenizar os efeitos das mudanças climáticas. Ou seja, começar a reduzir nossas próprias emissões de gases de efeito estufa.

Achou um erro ou um link quebrado? Clique aqui para reportar.