A diferença entre café gourmet e orgânico

Café gourmet e orgânico nem sempre são a mesma coisa. Descubra aqui a diferença entre eles.

3

A cultura de tomar café no Brasil vem, aos poucos, se aprimorando e vários grãos de café gourmet torrados e moídos já vem sendo vendidos com selos de procedência. Esses selos garantem a qualidade do café. Porém, ainda é comum a dúvida entre o que seria um café gourmet e orgânico. Muitas empresas se aproveitam dessa lacuna para venderem cafés que nem sempre são especiais pelo simples fato de serem orgânicos.

Para ser considerado orgânico, um alimento deve ser:

  • Livre de agrotóxicos
  • Livre de insumos artificiais, como os adubos químicos
  • Livre de drogas veterinárias (no caso de animais para abate)
  • Não ser transgênico
  • Livre de radiações durante a fase de processamento
  • Livre de corantes, aditivos químicos, aromatizantes entre outros

Um café de qualidade superior é aquele cujo modo de produção é feito de maneira especial para garantir a qualidade do grão. Os cafés gourmets são conhecidos no mercado por terem aromas, sabor, corpo e acidez marcantes e controladas.

É um café livre de muitos defeitos e feito para ser degustado enquanto bebido.

O café gourmet segue uma série de regras de produção que garantem qualidade superior em relação a outros grãos.

Café Gourmet e Orgânico

Mas qual é a diferença entre café gourmet e orgânico?

Apesar de também ser um grão de café que passou por um manejo especial, o café orgânico nem sempre é gourmet.

Para ser considerado orgânico, o café precisa ser produzido livre de utilização de agrotóxicos e atender a todos os critérios citados no início desse artigo.

A fazenda também precisa se comprometer a manter um equilíbrio entre a produção e o meio-ambiente. Já o café gourmet passa por outros controles de qualidade.

Café gourmet e orgânico da Cia Organica

Café gourmet e orgânico da Cia Organica

Ou seja, alguns cafés gourmets podem ser orgânicos e alguns cafés orgânicos podem ser gourmets. Isso não significa que um grão gourmet seja necessariamente orgânico e vice-versa.

Para saber se o grão é de café gourmet e orgânico, o melhor é procurar saber junto ao produtor quais são as providências que ele toma para garantir a qualidade do café. Isso pode ser feito entrando em contato direto com o serviço de atendimento ao consumidor da sua marca. Ela deve estar preparada para responder a perguntas como:

  1. Qual a origem dos grãos de café de vocês?
  2. Quais as certificações que o seu fornecedor possui?
  3. Qual a composição do blend?
  4. Como é feito controle de pragas na fazenda?
  5. Como é o processo de colheita e a mecânica de separação dos grãos?
  6. Quantos defeitos possui o café de vocês?

Ser capaz de responder a estas perguntas mostra que a sua marca de café se preocupa realmente com a qualidade da bebida que você está comprando.

Um exemplo de marca que produz café gourmet e orgânico é a Cia Orgânica. O Café Orgânico Supreme Grão Espresso, por exemplo, é produzido com blend Mogiana Paulista, produzido na região Norte do Estado de São Paulo e no Sul de Minas Gerais.

O café apresenta torra média e sabor suave. O aroma é intenso e achocolatado, revelando notas de avelãs. Apresenta-se encorpado com leve acidez cítrica e retrogosto prolongado. Pode ser comprado diretamente no site da empresa.

Outro café orgânico e gourmet é o Jacu Bird. Ele é um café frutado, com acidez excepcional e sabor intenso. Já falamos sobre ele aqui no site. Para mais informações, leia o artigo “Como é feito o café Jacu Bird“.

3

Achou um erro ou um link quebrado? Clique aqui para reportar.

1 comentário

  1. Flora disse:

    Sempre achei que era a mesma coisa. às vezes as marcas não explicam bem e a gente se sente enganada. Valeu pela explicação.