6 dicas para obter o café perfeito

Sabor final do café depende de muitos fatores: desde a origem até o formato e cor da xícara

Gostei do artigo!
Gostei do artigo! Amei Divertido Nossa!!! Triste Não gostei
Wilame Vallantin
Seguir

Wilame Vallantin

Editor em Guia do Café
Wilame sempre tomou café, mas a bebida se tornou sua profissão em 2014, quando foi contratado para trabalhar na sede da Nespresso, na Suíça. Formado em Comunicação com especialização em Data Science, escreve sobre café desde 2015. Adora visitar cafeterias e tem paixão por microlotes.
Wilame Vallantin
Seguir

Últimos posts por Wilame Vallantin (exibir todos)

Sabia que mais de 2,25 milhões de xícaras de café são bebidas todos os dias no mundo inteiro? E que o mercado de café cresce cerca de 30% ao ano? Com esses números, não é de se espantar que a busca pelo café perfeito tenha se tornado prioridade entre os amantes da bebida.

Se você também está em busca da xícara de café perfeita, veja as nossas dicas.

1. Café perfeito começa com a escolha do grão

O café colhido antes da maturação é adstringente e tem sabor ruim. O café que passa do ponto estraga e fermenta. O olho do produtor é fundamental no processo de colheita. O café tem que estar maduro e ser inspecionado constantemente. Além disso, procure saber como os grãos de café são lavados, já que o processo pode alterar a acidez, suavidade e aromas finais.

2. Aprenda sobre blends

Um blend é a mistura entre cafés de diferentes origens ou variedades. Um blend pode tanto criar um café perfeito quanto ser a receita para um desastre. O café, assim como o vinho, carrega muitas características do “terroir”, ou seja, do ambiente onde cresceu. Cafés de origens diferentes têm características diferentes. O blend perfeito busca o equilíbrio entre os grãos de origens diversas. Alguns puristas argumentam que o café deve ser produzido a partir de uma única fonte, mas o ideal é que você prove blends ou cafés de origem pura até descobrir o que mais lhe agrada.

6 dicas para obter o café perfeito

3. Cuidado com a torra

O grão de café cru não tem aroma. O que desenvolve os aromas do café é o processo de torra. A aplicação de calor provoca mudanças rápidas em um nível químico, dando ao grão aspecto escuro e perfumado. A torra também carameliza os açúcares do café e produz compostos aromáticos voláteis, dando ao grão o seu sabor distinto. A caramelização excessiva pode dar ao café um sabor muito amargo e menos frutado. Cada origem de café exige um nível de torra único, mas é consenso entre os especialistas que o café torrado em altas altitudes tem mais sabor preservado. Em altitudes elevadas, a temperatura exigida para desenvolver o aroma do grão é menor, o que diminui o risco de “queimar o café”. O resultado é um café frutado, com acidez natural e sabores delicados preservados.

4. Café moído só na hora de tomar

Sabemos que o café já moído é prático, mas o nosso conselho é: invista em um moedor de grãos e faça a moagem em casa. Primeiro, a moagem do café deve ser diferente de acordo com a forma como ele será consumido. Além disso, o café cru pode ser conservado por anos, mas o café torrado tem um tempo de vida bem menor. Quando ele é moído, ele perde sabor e aroma ainda mais rapidamente, em questão de dias. Por isso, se você insiste em comprar café já moído, tente consumi-lo rápido.

5. Que tal um café com leite?

Uma das mágicas do café é que ele vai muito bem com outros ingredientes, mas o melhor deles ainda é o leite. Para criar o café perfeito, use sempre água filtrada e escolha leite fresco. Na Europa, alguns fazendeiros fazem a ordenha manual e as vacas ouvem música clássica. Você pode até achar que isso é frescura, mas animais submetidos a menos estresse produzem leite de maior qualidade. Mas atenção: o leite também pode alterar o sabor do café. Assim como o açúcar, ele tende a mascarar alguns dos aromas do grão. O leite com baixo teor de gordura tem menor intereferência no sabor original do grão.

6. Escolha um xícara bonita

Não é só a origem do grão que conta. Um estudo feito pelo professor Charles Spence, um psicólogo da Universidade de Oxford, descobriu que a cor da xícara pode ter efeito psicológico sobre o sabor. Ele descobriu que tomar café em uma xícara branca aumenta a sensação de intensidade do sabor em comparação com uma xícara transparente. O mesmo estudo mostrou que o formato da xícara pode alterar sensações quanto ao amargor e qualidade da bebida. Isso acontece porque o formato pode atrapalhar a captação dos sabores e aromas pela língua e nariz. Segundo ele, o olfato é um sentido altamente ligado à emoção e a quantidade de aromas percebida pode contribuir para uma melhor experiência de degustação.

Nossas cafeteiras preferidas

Existem diversas opções de cafeteiras e acessórios para café no mercado. Periodicamente, selecionamos alguns produtos para que você possa preparar seu café gourmet em casa. A seguir, você encontra uma seleção de produtos que te ajudam a preparar uma xícara de café perfeita.

Cafeteira Globinho Hario Cafeteira Globinho (Sifão) Hario Comprar
Cafeteira Espresso Gaggia Anima Cafeteira Espresso Gaggia Anima Comprar
Cafeteira Delongui Superautomática Cafeteira Delongui Superautomática Comprar
Gostei do artigo!
Gostei do artigo! Amei Divertido Nossa!!! Triste Não gostei

Achou um erro ou um link quebrado? Clique aqui para reportar.